PremioVozes1.png

 Residência artística Vozes Agudas + Usina de Arte

A residência artística na Usina de Arte, em Água Preta - PE, foi mais um desdobramento do I Prêmio Vozes Agudas para Mulheres Artistas


 

Entre o final do mês de maio e o início do mês de junho de 2021, ocorreu a residência artística Vozes Agudas + Usina de Arte. A ação, fruto da parceria do coletivo Vozes Agudas e da Usina de Arte, fez parte do I Prêmio Vozes Agudas para Mulheres Artistas e levou para uma imersão artística de dez dias as artistas Cris Peres (João Pessoa - PB) e Lícida Vidal (Ubatuba - SP) e a curadora Thaís Rivitti (São Paulo - SP). As residentes ficaram instaladas na Casinha Moderna, conheceram a coleção e o projeto da Usina e desenvolveram pesquisas e trabalhos junto a comunidade local. Ao final, todo o processo foi discutido em uma série de lives que, além da presença da curadora, das artistas e da presidente da Usina de Arte, Bruna Pessoa de Queiroz, também conversou com o grupo Curatoria Forense sobre a experiência de residências em comunidades. 

Usina de Arte

A Usina de Arte é um projeto artístico-botânico sediado na antiga moenda de cana Usina Santa Terezinha, localizada no município de Água Preta, em Pernambuco. Ela surge como um instrumento de renovação, impulsionando uma nova forma de ocupação ambiental, econômica e cultural na comunidade.